domingo, 10 de abril de 2011

Doutrina da Igreja Presbiteriana do Brasil - Parte 2

DOUTRINA DA IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL

As 5 doutrinas distintivamente Presbiterianas:

1. A sabedoria de Deus
Esta é a pedra fundamental da fé Presbiteriana. A doutrina que se dá o maior respeito. A doutrina da soberania divina mostra que Deus é o Senhor de tudo. Governa tudo. Tudo saiu das suas mãos criadoras. Tudo é de Deus. E Ele reina sobre tudo. Tudo está sob o seu controle. Nada o surpreende. Nada o limita, nada o detém, nada se lhe antecipa, tudo acontece na hora própria. Deus é soberano na criação, na providência e na salvação (At. 4.24; I Tm. 6.15; AP. 1.5).

2. A predestinação
É uma doutrina que decorre da anterior. São gêmeas. Como soberano e todo poderoso, Deus é Onisciente, Onipotente, Onipresente. Esses três atributos lhe permitem decretar e conhecer o que acontece. Para Deus não há presente, passado e nem futuro, mas tudo é um eterno presente. Esta é a doutrina que nos ensina que Deus nos escolheu para salvação antes da fundação do mundo e que Deus tem um povo eleito e só serão salvos os eleitos (expiação limitada) (Ef. 1.4,5,11; Rm. 8.29-30,33; MT. 24.22, 24, 31).

3. A Salvação pela graça
Cremos que a salvação é iniciativa de Deus, não do homem (Não são as obras dos homens quem os salvam. Eleição incondicional), mas são salvos para as boas obras (Ef. 2.8-10), salvação é dom imerecido – é dádiva de Deus (Rm. 6.23). Salvação não depende do homem, mas de Deus, porque é obra exclusiva de Deus. Ao homem compete aceitar, receber a salvação de Deus quando ouve o chamado pela palavra de Deus. Salvação inicia em Deus e termina em Deus. Estou plenamente certo de que aquele que começou a boa obra em vós há de completá-la até ao dia de Cristo Jesus (Ef. 1.6).

4. A perseverança dos Santos
Esta é uma doutrina muito cara ao presbiterianismo. Não é aceita por todos os grupos evangélicos. A base da doutrina está na convicção de que Deus não muda. A criatura por Ele salva, não pode, depois, ser condenada. Também está intimamente ligada à obra redentora de Cristo. Uma vez redimido o homem, ainda que continue a errar, está redimido para sempre. Quem diz que a redenção é definitiva é o Senhor Jesus (Jo 6.37, 10; 28-29)

5. O governo representativo
A IPB adota governo representativo, por entender que o governo representativo é de origem divina instituída por Deus, reinstalando na Igreja Cristã primitiva (At. 20.17-35, I Tm. 3.2-7) e redescoberto por João Calvino. O governo é exercido por Presbíteros (docentes e regentes) (Gm. 3.18; Nm. 11.16-17). Toda autoridade na IPB é conferida pela livre manifestação da vontade dos fiéis, mediante voto.

Rev. Oséas Barreto Velasco

Veja a primeira parte deste artigo clicando aqui.

10 comentários:

Mirian Moraes disse...

Reverendo, tem uma coisa que eu não entendo. E que entra em conflito na minha mente. A parte que fala da perseverança dos santos.(...)"Uma vez redimido o homem, ainda que continue a errar, está redimido para sempre." ei que Deus é imutável e não falha. Mas, na Bíblia fala que só alcançará a salvação aquele que se arrepender dos seus pecados e deixa-los (ou seja, este alcançará a misericórdia de Deus), veja: "se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra"(2 Crônicas 7:14). é preciso haver uma entrega então por parte do individuo. E há outra passagem que diz sobre ser salvo pela obediência a Deus (Deuteronômio 30:15-16 e Romanos 13:1-2), sendo assim, acredito que a pessoa que voltou a errar se não se voltar a Deus, não pode ser salva, pois foi ela que mudou o seu caminho e não Deus. Deus dá o livre arbítrio (Is. 66.3). Cabe a nos seres humanos escolhermos, o bem ou o mal.

Forte Abraço.
Aguardo resposta!
Mirian Moraes
e-mail: mirianmoraessousa@gmail.com

Anônimo disse...

ai tbm achei essa citação meio confusa, então quer dizer que os irmão que já são salvos podem, matar, roubar e estuprar que mesmo assim estarão salvos? não isso e um absurdo com todo respeito, não quer dizer que já somos salvos e sim que devemos servir ao senhor até o ultimo dia, pois sera na vinda dele que seremos salvos. aqui neste mundo estamos sujeitos a tudo!!

Anônimo disse...

Reverendo não encontrei na bíblia as passagens (Jo 6.37, 10; 28-29).
meu E-mail é sandowe@yahoo.com.br

Anônimo disse...

Predestinado a salvação também o é para a santificação. Rom 8.30

Anônimo disse...

Nossa que absurdo!Eles precisão buscar a interpretação de Deus.Predestinação é desculpa para pecar!

Vander Rodrigues disse...


Então, com essa definição em mente, pode um cristão perder a salvação? Talvez o melhor jeito de responder a essa pergunta tão crucial seja examinar o que a Bíblia diz que acontece no momento da salvação e estudar o que perder a salvação significaria. Aqui são alguns exemplos:
Um cristão é uma nova criação . “E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; {criatura; ou criação} as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas” (2 Coríntios 5:17). Esse versículo está falando de uma pessoa se tornando uma criatura completamente nova como resultado de estar “em Cristo”. Para um cristão perder salvação, a nova criação teria que ser cancelada e revertida.
Um cristão é redimido. “sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula” (1 Pedro 1:18-19). A palavra “redimido” (resgatado) se refere a uma compra sendo feita, um preço sendo pago. Para um cristão perder a salvação, Deus mesmo teria que revocar a Sua compra pela qual pagou com o precioso sangue de Cristo.
Um cristão é justificado. “Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo” (Romanos 5:1). “Justificar” significa “declarar justo”. Todo aquele que recebe a Jesus como Salvador é “declarado justo” por Deus. Para um cristão perder salvação, Deus teria que voltar com a Sua palavra e “des-declarar” o que tinha previamente declarado.
Um cristão tem a promessa da vida eterna. “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16). A vida eterna é uma promessa de eternidade (para sempre) com Deus no Céu. Deus promete: “acredite e você terá vida eterna”. Para um cristão perder salvação, a vida eterna teria que ser retirada. Se um cristão tem a promessa de que viverá para sempre, como então Deus pode quebrar essa promessa e retirar a vida eterna?
Um cristão tem a garantia da glorificação. “E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou” (Romanos 8:30). Como aprendemos em Romanos 5:1, a justificação é declarada no momento de fé. De acordo com Romanos 8:30, a glorificação é garantida a todos que Deus justifica. Esse termo se refere a um cristão recebendo um corpo de ressurreição perfeito no Céu. Se um cristão puder perder a salvação, então Romanos 8:30 está errado porque Deus não pode garantir a glorificação para todo aquele que Ele predestinou, chamou e justificou.

leuza disse...

Pastor,tenho muito conflito em minha mente a respeito, se a biblia sagrada e unica regra de fe e pratica em nossas vida, porque entao nao comprimos os 10 mandamentos. Se deixarmos de cumprir 1 ja adulteramos todos, A minha pergunta e porque nao temos o sábado para culturar e louvar a Deus e para nosso descanso, como manda a lei de Deus?...

Anônimo disse...

Mas o justo viverá pela fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele.

Hebreus 10:38

Walter Sasse disse...

Obrigado pelo esclarecimento, Rev. Oséas Barreto Velasco

Anônimo disse...

Deus não põe uma plaquinha em quem é de fato salvo. Se alguem segue uma religião e continua a praticar crimes, com certeza é so da boca para fora, e isso Deus vê. Acho que o pastor se refere aos pecadilhos inevitáveis que, ninguem pode evitar por completo. A intenção de servir a Deus permenece, apesar de sermos imperfeitos.

Blog da Igreja Presbiteriana Central de Senador Camará - http://ipcentralcamara.blogspot.com